Arquivo da categoria: Intervenção Urbana

Japan Pop Show na Choque Cultural

2332766033_b7a84b3d99_o.jpg

As comemorações aos 100 anos da imigração Japonesa no Brasil já atingiram todas as áreas a órgãos, como o próprio Governo Federal, a Prefeitura de São Paulo e a Editora Abril. Agora, chega também à Arte de Rua, e os locais que gostam de expô-la como obras de arte, como a Choque Cultural.

Com a exposição Japan Pop Show, pretende reunir obras de artistas de rua famosos e, logicamente, com um pé no Oriente. Yumi & Titi Freak convidaram outros 10 artistas, como Whip, Kansuke, Buia, Gachaco e outros, para mostrar a diversidade pop-cultural Brasil-Japão, com 12 artistas nisseis e japoneses.

Entre as palavras-chave, iô-iô, street art, toy art, skate, mangás e animes.

A exposição vai de 15 de Março a 30 de Abril, na Choque Cultural, que fica na Rua João Moura, 997, em São Paulo.

Expo Stickers 2008 – de 17 de abril a 05 de junho

Agora a Expo Stickers 2008 já tem data e local!!!

datas da Expo Stickers 2008:
de 17 de abril a 05 de junho

local:
SESC da Esquina, em Curitiba

Em uma email trocado com um dos organizadores ele me passou essas informações:

“como info extra, digo que já recebemo stickers de mais de 150 artistas de quase todos os cantos do mundo (só a áfrica ainda não se faz presente)… materiais de altissima qualidade que com certeza permitirão que façamos uma ótima expo, onde tentaremos mostrar como é a sticker art aqui e em outros lugares… veremos…” BHC

Que seja muito bom e estou ansioso para ver a expo.

Contatos com a “Expo Stickers 2008”
www.expostickers.org
www.flickr.com/photos/exs08/
exs08@expostickers.org

O Grafiteiro robô

Vi esse vídeo no YouTube por acaso e achei bem interessante, é algo como uma impressora para paredes feita com spray, deve ter dado trabalho para realizar algo assim. Mas vendo pelo lado da arte e do graffiti existem muitas coisas que uma máquina não consegue reproduzir e o fator humano é fundamental quando falamos de arte.

LED Art

Em minhas andanças pela Internet (que se eu não tomar cuidado, me tomam horas de vida), encontro muita coisa interessante. Principalmente no RSS que assino. Um dia posto os mais interessantes aqui, mas vamos ao que me fisgou a atenção hoje.

Passeando pelo MAKE, encontrei muitas coisas a respeito de um assunto o qual o Rodrigo já tinha me falado, mas só agora estou pesquisando o poder de possibilidades: os LEDs.

Primeiro, O QUE SÃO LEDS?

LED é a sigla em inglês para Light Emitting Diode, ou Diodo Emissor de Luz.

O LED é um diodo semicondutor (junção P-N) que quando energizado emite luz visível. A luz é monocromática e é produzida pelas interações energéticas do elétron. O processo de emissão de luz pela aplicação de uma fonte elétrica de energia é chamado eletroluminescência. Em qualquer junção P-N polarizada diretamente, dentro da estrutura, próximo à junção, ocorrem recombinações de lacunas e elétrons. Essa recombinação exige que a energia possuída por esse elétron, que até então era livre, seja liberada, o que ocorre na forma de calor ou fótons de luz.

(fonte: Wikipedia)

Agora você, designer, criativo, nerd, geek ou um mero leitor deve estar se perguntando: o que é que eu vou fazer com essa coisinha?

A resposta não é simples, mas é tão extensa que eu poderia postar dezenas, se não centenas de idéias dos mais variados locais do mundo. Gente que deu utilidade muito interessante para esses diodos.

Apenas para referência, e para ilustrar sua mente com projetos, aqui vão algumas que me interessaram muito.

Para iniciantes no mundo dos LEDs:

Para quem não sabe nada de LEDs, e nem sobre como botá-los para funcionar, os links acima mostram projetos básicos e muito fáceis, enquannto vão ensinando sobre diodos, resistores e tudo o mais que você tem que saber prabotar essas coisinhas luminosas pra funcionar.

fdgfkpkvjpep27wb1dmedium.jpg

LEDs for Beginners

Beginners wiring projects: LED banks

LED Beginner Project: Part 2

Faça uma caneta luminosa:

Para sua introdução no mundo da Writing LED Art (tá, eu inventei esse nome agora, sim), você precisa de uma caneta luminosa, que também não parece apresentar dificuldades em sua produção.

f4dof37fc2efztdmedium.jpg

Desenhando:

Caneta pronta, é hora de aprender algumas técnicas de desenho, e ficar boquiaberto com o trabalho de pessoas que já dominam a caneta. Tem gente que faz até animação!

fbl2napfc6ir0eomedium.jpg
ld.jpg
cuttlefish.jpg

Light Doodles (Esses caras são muito bons! O site traz até uma história da LED Art)

unklstuart (o Flickr deles)

PIKAPIKA: in kitijoji (animação com luzes!)

Make a “pikapika” style animation

Write or Draw with Light!

LED Throwies:

Para quem não quer ficar só na caneta, e na obscuridão de uma foto, pode tentar a LED Art mais ativa, feita com os próprios LEDs colados em baterias e ímãs e alocados em paredes metálicas pela cidade:

fv00u508zpep27tmesmedium.jpg

LED Throwies (como fazer os seus)

LED Throwie Talkie

Adult Swim and Interference Inc (e o que pode virar)

LED Floaties: That float away! (se preferir algo mais… aéreo)

LEDs, Lasers e projetos mais ousados:

Os LEDs são fichinha pra você? Que tal projetos mais grandiosos e mais ousados, como os do Grafitti Research Lab?

fqkrie6x2cepd7qx62medium.jpg

Electro-Graf

Grafitti Research Lab

Flickr GRL

PROJECTION BOMBING

Outras idéias:

Tá ok, você achou tudo isso muito bonitinho, mas ainda não viu aplicação prática para isso? Quer ganhar dinheiro com os simpáticos diodos? Aí vai:

fgf618ifbpf3jc5.gif

Get the LED Out! Speed Challenge (um concurso para produtos com LEDs)

E os participantes

How to Enter the Ghetto Matrix (DIY Bullet Time) (um clipe com LEDs!)

How to build a Daft Punk Table Replica (faça as suas e venda… ¬¬)

Se eu encontrar mais coisas, posto posteriormente…

Meus LEDs:

Eu me empolguei tanto, que peguei a câmera com o meu pai e fiz uns testes. A princípio, utilizei um circuito que eu mesma construí há uns bons 6 ou 7 anos, quando era pré-adolescente e pré-geek.

09022008191.jpg
vermelho3.jpg
(Para fazer isso, regule sua câmera para ficar com um tempo de abertura maior, como algo em torno de 10 segundos, para começar)

Porém, depois, eu e meu pai descobrimos que a casa está cheia de LEDs, e que as possibilidades são enormes. Roteadores, telefone, modens, celulares, lanterninhas, mouses… as primeiras exeprências ficaram bem legais:

verde.jpg
(As luzes do roteador rendem boas fotos)
vermelho.jpg
vermelho2.jpg

Também descobri que ele tem um arsenal de LEDs em casa. Vamos ver se esse fim de semana brinco de técnica em eletrônica e me aprofundo mais no assunto. Posto as experiências aqui.

E viva a LED Art!

Expo Stickers 2008

Expo Stickers 2008Para os coladores de stickrs que acham que a rua é pouco para seu trabalho, querem ir além das ruas e querem participar de um exposição a “Expo Stickers 2008” abre esse espaço, e de forma fácil, basta mandar um pack para exposição e pronto. O site da “Expo Stickers 2008” não traz nenhuma informação do formato da exposição, data, ou endereço para mandar os packs, só procurando no flickrs deles que achei o endereço, entre nele que tem os packs de todo mundo que mandou e fotos, lá se concentra tudo.

segue o endereço e informações:

“A Expo Stickers 08 (EXS 08) é um evento focado na sticker art que será realizado no 1º semestre de 2008 em Curitiba. O objetivo principal da exposição é mostrar o que é a sticker art e como ela acontece ao redor do mundo.

Para participar basta enviar um pack com seus stickers para:

EXS 08
Caixa Postal 941
Curitiba – PR – Brasil
CEP 80011-970 “

Contatos com a “Expo Stickers 2008”
www.expostickers.org
www.flickr.com/photos/exs08/
exs08@expostickers.org

Lambe-Lambe

Continuando a escrever sobre as intervenções urbanas, no primeiro post escrevi sobre sticker e agora vamos falar sobre lambe-lambe e suas questões. Quando as pessoas começam a se interessar por sticker e lambe-lambe, é mais fácil produzir um lambe-lambe, além de ser mais barato também do que um sticker, conseguindo quase o mesmo efeito de um sticker.

 

Lambe-Lambe

Tipos

Se você fizer uma pequena pesquisa na web, vai encontrar dois tipos de de lambe-lambe. O primeiro é um tipo de fotografia, técnica, câmera e fotografo (+) (+1) que é chamado lambe-lambe. O segundo tipo é o lambe-lambe, cartazes colados na rua, que hoje são utilizados como uma forma de intervenção urbana, e são esses que irei abordar aqui.

 

Onde surgiu

O lambe-Lambe basicamente é um poster de papel colado com cola, geralmente em muros e postes. Há séculos já é usado para a publicidade, divulgação e comunicação (quem nunca viu um lambe-lambe de algum ladrão sendo procurado em filmes de faroeste?), e já está no inconsciente coletivo. Aqui no Brasil, é comum os lambe-lambes para divulgação de shows (os clássicos posteres de tipografia com letras enormes e em duas cores), sendo hoje mais comum a divulgação de shows menores. Se aproveitando dessa técnica, alguns artistas nos EUA começaram a usar o lambe-lambe para intervir na cidade de forma artística. Depois, aqui no Brasil também foi usado para fins artísticos, tendo como percursores alguns coletivos como o SHN, Faca e projeto Chã, no começo dos anos 2000 (onde vi e comecei a me interessar por essa nova forma de intervenção. Antes dessa data e desses coletivos nunca tinha visto lambe-lambes artísticos). Como não existe nenhuma referência sobre o assunto, as informações são incertas e desencontradas, informações  sempre fornecidas por pessoas que vivenciaram e estavam envolvidas nesse processo (Para quem quiser, o site obey.giant.zip.net disponibiliza algumas informações sobre o começo do lambe-lambe)

Lambe-Lambe - PropagandaProcurado

Objetivo

Reutilizar, aproveitar e até mesmo “roubar” de lugares que geralmente estão abandonados. Alguns lugares na cidade que deixam espaços vazios, como caixas de telefone e postes podem ser um suporte para o lambe-lambe ou objetos que já possuem uma função. Com a intervenção do lambe-lambe, estes passam a ter outra função como é o caso das placas de rua e faróis, entre tantos outros suportes. Cada artista e lambe-lambe se propões a um tipo de sentido, e cada observador desses lambe-lambes tem uma sensação.

 

Lambe-Lambe X Sticker

Mais de uma pessoa já me perguntou qual é a diferença, e acho que se não nos prendermos em detalhes e nomes, basicamente não existe nenhuma diferença. Ao nos concentrarmos nos detalhes, podemos ver duas diferenças:

  • Cola: O Sticker já tem cola, enquanto o lambe-lambe não;

  • Tamanho: Geralmente os Stickers são feitos em formatos menores, e o lambe-lambe em grande formatos.

Poderia ser notado também, técnicas para produzir cada um e questão econômica na produção. Há quem não faça distinção, como nos EUA, aonde tudo é chamado de sticker. A separação é feita por uma mera questão de classificação.

 

Como Produzir?

Como o sticker, o lambe-lambe tem várias formas de ser produzido. A mais comum é pegar um desenho, xerocar e colar. É comum também fazer os posteres com stêncil. Abaixo, dois vídeos mostrando como fazer um lambe-lambe xerocado e com stêncil.

 


Dica do leitor Marcel

 

É possível fazer com serigrafia, ou qualquer outra forma de impressão. O “projeto lambe-lambe”, por exemplo, só produz lambe-lambe com xilogravura (+). Existem algumas iniciativas de lambe-lambe feitos com xilogravura. Veja algumas:

Valongo

Lambelambe-midia informal – Espaço Coringa

 

Para mais informações de como produzir, recomendo pesquisa na web, e também uma olhada nessas comunidades:

Lambe-Lambe / Stickers

LAMBE-LAMBE

Elas são sempre boas e ajudam.

 

Cola

Essas receitas de cola rodam pela internet, eu prefiro a de polvilho.

 

Cola de Polvilho

  • Ingredientes:

– 5 colheres de sopa de Polvilho doce

– 1 litro de água

– Cola branca

  • Modo de preparo:

Coloque as 5 colheres de sopa de Polvilho doce em 750 ml de água e dissolva bem, deixando cozinhar no fogo baixo até engrossar (será fácil perceber). Depois, coloque o resto da água fria e continue mexendo por mais alguns minutos. Tire do fogo e coloque um pouco de cola branca, para a cola grudar mais. De preferência, espere esfriar a cola e use em seguida (ou em alguns dias), não aconselho guardar.

 

Cola de Farinha de trigo

  • Ingredientes:

– 7 colheres de sopa de farinha de trigo

– 1 colher de sopa de vinagre ou pinho sol (para evitar bichos)

– 1 litro de água

  • Modo de preparo:

Ferva 3/4 da água em uma panela grande. Misture separadamente em uma tigela, 1/4 da água fria com a farinha até dissolver totalmente. Jogue a mistura com farinha na água fervente e mexa por 5 minutos.

 

Artistas

Se quiser ver uns bons trabalhos, cole nos sites abaixo:

SHN

Fefe Talavera

Faca

Obey

Projeto Chã

 

As questões de onde colar e por quê seguem a mesma linha do post sobre sticker. Com o tempo, vou tratar de temas mais específicos de intervenção, mas por enquanto vamos ficar nos assuntos mais básicos e gerais.